http://xunapanela.com

Descomplicando sua cozinha
Acompanhamentos, caldos, carnes, frangos, lanches, massas, oriental, peixes, risotos


Cuscuz da Ju


A maioria das pessoas (que eu conheço) torce o nariz pra cuscuz e logo imagina aquele bolo salgado, em formato de pudim que se corta com a faca, todo enfeitado em volta e que se come gelado (coloca no google!)… Bom… eu sou uma dessas pessoas, mas como. Não é meu prato predileto nem o que mais desgosto e, cá entre nós, acho que às vezes ele tem gosto de suvaco (não… eu nunca comi suvaco, mas tem coisas que a gente imagina o gosto pelo cheiro… ou não é?)!!!

Daí você deve estar pensando: “que maneira mais estimulante de me passar uma receita! Deve ser aquela coisa!”

Calma! Vou explicar. Morei cinco anos em Piracicaba. Uma sexta-feira por mês acontecia a seresta na Praça do Pescador (moda de viola + uma penca de velhinhos dançantes. uma delícia), onde era/é vendido um cuscuz maravilhoso! Foi daí que eu descobri o quanto eu gostava desse prato!

Ele era vendido em potinhos descartáveis com uma colher, quente de doer e totalmente mole, quase um purê! Era só jogar um molhinho de pimenta por cima e cair matando!

Daí, desde então, só como cuscuz mole, de preferência quente. Atendendo aos pedidos da Rita (amo!), vou colocar aqui a receita, mas, como não é minha, não tenho fotos do processo. A Ju é que faz… vai ver que porque ela também morou em Piracicaba e foi à seresta, hehehe…

Ingredientes:

– 1 peito de frango grande com pele e osso (ela sempre faz com frango, mas pode-se usar atum no lugar…)
– 1 lata de milho
– 1/2 lata de ervilha
– 1/2 vidro de palmito picado
– 1 caixinha de polpa de tomate
– 6 ovos cozidos
– 1 xícara de farinha de milho em flocos
– 3 tabletes de caldo de galinha
– 1 colher (chá) de açúcar
– cheiro-verde
– pimenta-do-reino moída

 

Modo de preparo:

Coloque o frango em uma panela de pressão com um tablete de caldo de galinha e água suficiente para quase cobrir o frango (uns 2/3 dele fica imerso) e deixe cozinhar na pressão por 10 minutos. Desligue o fogo e deixe a pressão sair naturalmente (se você estiver com pressa, pode subir o peso da tampa). Retire o frango da panela.

Depois de deixar o frango esfriar um pouco (o suficiente para vc conseguir segurá-lo) e desfie-no descartando os ossos, cartilagens e pele. Coloque o frango desfiado de volta à panela. Se sobrar muita água, pode retirar (excelente usá-la pra fazer um risoto, por exemplo).

Acrescente a polpa de tomate, o açúcar e o restante dos caldos de galinha. Deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 15 minutos, mexendo de vez em quando.

Junte as ervilhas, palmito e milho, tempere com cheiro-verde e pimenta-do-reino. Por fim, vá adicionando aos poucos, mexendo sempre, a farinha de milho pra não passar do ponto de purê mole.

Coloque em um refratário, decore com os ovos cozidos (há quem prefira usar três ovos pra a decoração e a outra metade misturá-los picados ao cuscuz) e sirva quente! Não esqueça de deixar um molhinho de pimenta ao alcance das mãos!

Pela cara das meninas (Lô e Carlinha), ficou bom!!!

Sugestão: uma vez, fizemos uma reuniãozinha e cada um tinha que levar um petisco. A Ju logo pensou nesse cuscuz. Mas aí veio o dilema: mas como servir?

Então, sugeri deixar o cuscuz num recheaud e deixar barquetes de massa folheada ou massa podre (como essas das fotos abaixo) para que as pessoas se servissem. Foi ótimo!

Print Friendly


  1. Xu, querida!!
    Receita feita e aprovada pelo respectivo.
    Minha próxima meta é o charuto com folha de couve …depois te conto.
    beijos mil

    Comment by Ló — 05/02/2011 @ 12:36 pm
  2. =)
    Testa todas!!! Só não vale brigar comigo com os quilo a mais depois. hehehe.
    Mil beijos pra vc e pro “Tóquinho”!

    Comment by Xu — 05/02/2011 @ 2:36 pm
  3. hahahaha…A-C-A-D-E-M-I-A e só vale “teste” nos finais de semana!!
    beijos

    Comment by Ló — 05/02/2011 @ 10:02 pm

Deixe um comentário

Feed RSS dos comentários deste post